Agendamento para tirar Título de Eleitor

O Título de Eleitor é um dos principais documentos na vida de um brasileiro. Ele é solicitado em vários casos do nosso dia-a-dia como para tirar um passaporte ou concluir matrícula em faculdades públicas. Sendo assim, é importante que ao completar 18 anos o cidadão brasileiro se dirija até um cartório eleitoral e faça seu documento. Para facilitar essa tarefa é possível fazer um agendamento para tirar título de eleitor via internet de uma forma simples.

Lembrando que o prazo para tirar ou regularizar o título de eleitor vai até o dia 06 de maio de 2020. Se por acaso você não conseguir regularizar a sua situação eleitoral até essa data é preciso entrar no portal do TSE para saber como proceder para não ficar com pendências no seu histórico de eleitor.

prefeitos2020.com

Como agendar o atendimento para tirar o Título Eleitoral

Fazer o agendamento de atendimento para tirar o título de eleitor é relativamente simples. Para isso basta acessar o site do TSE até o sistema Título.Net e seguir os seguintes passos:

Passo 1

Preencha o formulário de identificação. No primeiro campo onde diz “Título de Eleitor” marque a opção “não tenho” caso essa seja a primeira vez que está solicitando o seu documento. Caso você já possua o título e só precise de atualização marque uma das outras opções. 

A seguir preencha o resto do formulário com os seus dados de identificação de acordo com os seus documentos de identificação. Digite os caracteres de validação e confirme.

Na página seguinte você deve preencher os seus dados pessoais como números de documentos, local de nascimento, grau de instrução e etc.

Fique atento para as perguntas no final da página sobre irmãos gêmeos, portador de necessidade especial e se quer ser mesário nas próximas eleições. Preencha tudo com muito cuidado para que não hajam divergências ou dores de cabeça futuras.

Estando tudo correto, clique no botão de “próximo”. 

Passo 2

Na próxima página preencha corretamente todos os dados de seu endereço de residência e coloque pelo menos um telefone para contato. Clique novamente no botão “próximo”. 

Passo 3

Nessa etapa você deve escolher qual o local que deseja votar, por tanto fique muito atento para marcar a opção correta. Após escolher a sua Zona Eleitoral, clique em “próximo”.

Passo 4

Agora você irá escolher em qual cartório eleitoral deseja atendimento. O sistema irá listar todos os cartórios do seu município de residência. Selecione qual a sua preferência e vá para a próxima página.

Passo 5

Nessa página você irá confirmar se todos os dados preenchidos estão corretos. Caso não estejam clique no botão “anterior” até a página onde o dado incorreto precisa ser alterado. Caso tudo esteja correto confirme o requerimento.

Passo 6

Será gerado o requerimento com o número de protocolo e data do seu atendimento. Esse documento deve ser impresso e apresentado no cartório eleitoral no dia do atendimento.

Não esqueça de levar consigo até o cartório eleitoral os seus documentos pessoais que serão utilizados para a emissão do seu Título de Eleitor. São eles:

  • Documento de identificação: RG, Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento. 

A CNH não é aceita como documento de identificação por não conter os dados de local de nascimento.

  • Comprovante de residência atualizado com máximo de 3 meses.
  • Para eleitores do sexo masculino maiores de 18 anos, comprovante de quitação de serviço militar.

Lembramos que o passo a passo a seguir só é válido para os eleitores que estiverem dentro do prazo de regularização eleitoral, ou seja, dia 06 de maio de 2020. Passado esse prazo é preciso acessar o site do TRE do seu estado para saber como proceder.

Consequências para quem não tirar o título de eleitor

O cidadão entre 18 e 70 anos que estiver em desacordo com suas obrigações eleitorais, pode sofrer com muitas consequências. Abaixo estão listadas algumas delas de acordo com o Tribunal Superior eleitoral.

  • Não poder exercer funções em cargo público assim como não poder receber remunerações provindas de natureza pública;
  • Tirar passaporte ou RG;
  • Concorrer a cargos públicos;
  • Obter empréstimos de agências públicas;
  • Obter documentos perante repartições diplomáticas;
  • Renovar matrícula em estabelecimentos de ensino fiscalizado pelo Governo.

Dessa forma, caso você esteja em desacordo em relação ao seu título eleitoral, procure auxílio nos sites do TSE, TRE do seu estado ou no seu Cartório eleitoral.

Candidatos a Prefeito em São Paulo 2020 – Quem são?

Candidatos a prefeito no Rio de Janeiro 2020 – Lista de nomes, partidos e como votar

WebGo Content